17
Fev 11

New updates on the project 'Global City 2.0'

'Global City 2.0'
http://globalcity.blogs.sapo.pt/

[en] network of  'blogs [or sites] of streets, neighbourhoods, villages or cities’ promoted by citizens or groups of citizens that whish to think collectively about the future of the places they live and/or work
[es] sistematización de espacios virtuales (blogs o webs) promovidos por ciudadanos y grupos de ciudadanos que aprecien pensar de forma colectiva sobre el futuro de sus ciudades
[pt] lista de ‘blogues [ou sites] de ruas, bairros, vilas ou cidades’ promovidos por cidadãos e grupos de cidadãos que gostam de pensar de forma colectiva sobre o futuro das suas cidades

[en] New updates on the project 'Global City 2.0'. New Partnerships, new blogs and soon a new site!
[es] Nuevas actualizaciones del proyecto 'Ciudad Global 2.0. Nuevas asociaciones, nuevos blogs y un nuevo sitio pronto!
[pt] Novas actualizações no projecto 'Global City 2.0'. Novas Parcerias, novos blogues e brevemente um novo site!


[en] 'No economic Recovery without cities & citizens' Civic Movement
[es] 'Ciudades en Transición & Reforma'
[pt] 'Cidades pela Retoma, Reforma e Transicção'
http://www.facebook.com/CidadespelaRetoma
http://noeconomicrecoverywithoutcities.blogs.sapo.pt/

publicado por JCM às 09:15 | comentar | favorito
16
Fev 11

mailing-list do 'Cidades pela Retoma'

 

Se desejar inscrever-se na mailing-list do 'Cidades pela Retoma' envie um email para cidadespelaretoma@gmail.com.
Agradecemos a divulgação junto da vossa lista de contactos.  
http://www.facebook.com/CidadespelaRetoma
http://noeconomicrecoverywithoutcities.blogs.sapo.pt/

 

publicado por JCM às 09:04 | comentar | favorito
15
Fev 11

Simpósio 'A rua de TODOS'

Simpósio 'A rua de TODOS' 15, 16, 17, 18 e 19 de Fevereiro, no MUDE, Rua Augusta, Lisboa

(http://www.aruaenossa.com/simposio.php)

publicado por JCM às 13:30 | comentar | favorito
09
Fev 11

O que mudaria na minha cidade?

'Promovia uma estratégia cultural'

 

Vivo em Coimbra e tenho alguma intervenção na vida da cidade através da actividade do Museu da Ciência.

Aquilo que mudaria na cidade seria a intensidade e qualidade da sua vida cultural. Apesar de existirem sinais muito positivos de produção cultural e de criação e renovação de espaços de grande qualidade – Museu Machado de Castro, Santa Clara-a-Velha, Museu da Ciência Universidade de Coimbra, Teatro da Cerca de S. Bernardo, CAV (Circulo de Artes Visuais), Quinta das Lágrimas, Convento de S. Francisco, e outros com grande potencial como o TAGV, o Jardim Botânico, o CAPC (Círculo de Artes Plásticas de Coimbra) a AAC – falta uma estratégia coordenada que promova e concretize um ambiente cultural fértil e estimulante para os cidadãos. Uma cidade culta e cosmopolita. Isso envolve os agentes culturais e todo o ambiente urbano: da requalificação urbanística do centro à qualidade dos serviços prestados aos cidadãos e aos visitantes.

O que distingue as cidades verdadeiramente interessantes é terem ambientes culturais dinâmicos e cosmopolitas, serviços de qualidade e centros que são vivenciados. O abandono do centro da cidade, repetindo um efeito ‘doughnut’ conhecido, impede a requalificação. Mesmo a muito interessante recuperação das margens do Mondego só será conseguida se se requalificar a baixa. O coração da cidade, a baixa e a alta, têm um potencial de uso e fruição extraordinários. Para os vivermos com qualidade são necessários projectos de qualidade, funcionamento em rede e coordenação.

 

Paulo Gama Mota

Director do Museu da Ciência da Universidade de Coimbra

(publicado no Público-Cidades 6FEV)

publicado por JCM às 09:00 | comentar | favorito
07
Fev 11

Global City 2.0 (mapping citizenship)


Ver Blogues de Cidades num mapa maior

 

 

 

[AUSTRALIA, CANADA, ISRAEL, SPAIN, UK, GERMANY, USA]

link

 

[BRASIL]

link

 

[PORTUGAL]

link

 

 

 

[en]

The civic project 'No economic recovery without cities [& citizens]' is launching a challenge of creating a global list of 'blogs [or sites] of streets, neighbourhoods, villages or cities’ promoted by citizens or groups of citizens that whish to think collectively about the future of the places they live and/or work.
The initiative is developed under the spirit of '2011 European Year of Volunteering to promote more active citizenship’ (http://europa.eu/volunteering/) and seeks to involve citizens and groups of citizens worldwide.
The provisional list ['2011 global urban blogs map'] can be found here: http://noeconomicrecoverywithoutcities.blogs.sapo.pt/31893.html [Googlemap].
We appreciate all the help you can give in spreading the idea!

Comments and suggestions to noeconomicrecovery@gmail.com


[pt]
Aproveitando o facto de 2011 ser o ‘ano Europeu do Voluntariado para promover mais cidadania activa’ (http://europa.eu/volunteering/) o movimento ‘Cidades pela Retoma’  (http://www.facebook.com/CidadespelaRetoma) entendeu lançar o desafio de criar uma lista nacional de ‘blogues [ou sites] de ruas, bairros, vilas ou cidades’.

Esta lista não pretende ser mais do que uma sistematização dos vários espaços virtuais (blogues ou sites) promovidos por cidadãos e grupos de cidadãos que gostam de pensar de forma colectiva sobre o futuro das suas cidades.

A lista provisória pode ser consultada: http://noeconomicrecoverywithoutcities.blogs.sapo.pt/30748.html

Os contributos e sugestões de blogues/sites podem ser enviados para cidadespelaretoma@gmail.com.

Agradecemos a colaboração na divulgação desta iniciativa

 


[es]
Aprovechando el hecho de que 2011 es el año del 'voluntariado para promover la ciudadanía activa' (http://europa.eu/volunteering/ ) el movimiento 'Cidades pela Retoma’ (http://www.facebook.com/CidadespelaRetoma) pone en marcha el desafío de crear un mapa geo-refenerciado de 'blogs de calles, barrios, villas o ciudades'.
Esta lista no pretende ser más que un sistema de sistematización de espacios virtuales (blogs o webs) promovidos por ciudadanos y grupos de ciudadanos que aprecien pensar de forma colectiva sobre el futuro de sus ciudades, y quien sabe, una oportunidad de intercambio de experiencias y de aprendizaje común.
El mapa (en construcción) puede consultarse en http://noeconomicrecoverywithoutcities.blogs.sapo.pt/
Nos gustaría que esta idea colaborativa pudiese llegar a Espana e America Latina. En ese sentido agradecemos todo el apoyo de divulgación.
Agradeciendo de antemano, nos despedimos con los mejores deseos.
Comentarios y sugerencias: noeconomicrecovery@gmail.com

'No economic recovery without cities & citizens' | 'Cidades pela Retoma'
publicado por JCM às 13:40 | comentar | ver comentários (5) | favorito
02
Fev 11

lista de ‘blogues de cidades’ Portugal [em actualização]


Ver 'Global City 2.0' (mapping citizenship) num mapa maior

 

lista de ‘blogues (e sites) de ruas, bairros, vilas ou cidades’

[em actualização]


Esta lista não pretende ser mais do que uma catalogação e sistematização dos vários espaços virtuais (blogues ou sites) promovidos por cidadãos e grupos de cidadãos que gostam de pensar de forma colectiva sobre o futuro das suas cidades (vilas, bairros ou lugares).

Envie o seu comentário ou sugestão de blogue/site para cidadespelaretoma@gmail.com

 

[PORTUGAL]


[Agueda]

Blogue Judeu

http://bloguejudeu.blogspot.com/

 

[Albufeira]

Fórum Albufeira

http://forumalbufeira.blogspot.com/

Rais Parta o Miúdo

http://raispartaomiudo.blogs.sapo.pt/

Passeio dos Tristes

http://passeiodostristes.blogs.sapo.pt/

Albufeira Sempre

http://albufeirasempre.blogs.sapo.pt/

 

[Alvito]

Alvitrando

http://alvitrando.blogs.sapo.pt/

 

[Amadora]

Cidadãos Independentes pela Amadora

http://cipaventeira.wordpress.com

 

[Aveiro]

Amigosd’Avenida

http://amigosdavenida.blogs.sapo.pt/

http://www.facebook.com/amigosdavenida

Plataforma Cidades

http://plataformacidades.blogspot.com/

 

[Beja]

Praça da República

http://www.pracadarepublicaembeja.net/

 

[Braga]

Avenida Central

http://avenidacentral.blogspot.com/

http://www.facebook.com/avenidacentral

 

[Cascais]

Cidadania Cascais

http://cidadaniacsc.blogspot.com/

 

[Chaves]

Chaves, olhares sobre a cidade

http://chaves.blogs.sapo.pt

Chaves Antiga

http://chavesantiga.blogs.sapo.pt/

Blogoflavia

http://hpserra.blogs.sapo.pt/

 

[Covilhã]

Holly Wool

http://hollywool.blogspot.com

 

[Évora]

Grupo Pró-Évora

http://www.evora.net/proevora/

Mais Évora

http://maisevora.blogspot.com/

 

[Faro]

Associação Faro 1540

http://www.faro1540.org/

http://www.facebook.com/pages/Faro-1540/131414876899882

http://www.facebook.com/faro1540

A Defesa de Faro

http://adefesadefaro.blogspot.com/

http://www.facebook.com/profile.php?id=100000136798471

Faro Para a Coisa

http://faroparaacoisa.blogspot.com/

 

[Guarda]

Beira Medieval

http://beiramedieval.blogspot.com

 

[Guimarães]

Café Toural

http://cafetoural.blogspot.com

Manifesto Verde

http://manifestoverde.wordpress.com

Colina Sagrada

http://colinasagrada.blogspot.com

 

[Idanha-Nova]

Aldeia de Santa Margarida

http://aldeiadesantamargarida.blogs.sapo.pt/

 

[Leiria]

Centro Histórico de Leiria

http://centrohistoricoleiria.blogspot.com/

 

[Lisboa]

Viver Lisboa

http://www.viverlisboa.org/

http://www.facebook.com/pages/Viver-Lisboa/130036160346313

Cidadania LX

http://cidadanialx.blogspot.com/

http://www.facebook.com/profile.php?id=100000122156388

Amigos de Lisboa

http://www.amigosdelisboa.pt/

Baixa Pombalina

http://baixapombalina.no.sapo.pt/

Retalhos de Bem-Fica

http://retalhosdebemfica.blogspot.com/

http://www.facebook.com/pages/Retalhos-de-Bem-Fica/103024537144

SOS Liboa

http://lisboasos.blogspot.com/

http://www.facebook.com/pages/Lisboa-SOS/171824212859134?v=wall

Carmo e a Trindade

http://carmoeatrindade.blogspot.com/

Observatório da Baixa

http://observatoriobaixa.blogspot.com/

Lisboa Sustentável

http://lxsustentavel.com

http://www.facebook.com/lxsustentavel
Bairro da Boavista

http://bairrodaboavista-lisboa.blogspot.com

Comissão Moradores Bairro Azul

www.bairroazul.net

Grupo dos Amigos das Igrejas de S. José dos Carpinteiros

http://grupoamigosigrejasjose.blogspot.com/

http://www.facebook.com/GrupoAmigosIgrejaSaoJose

Grupo dos Amigos da Tapada das Necessidades

http://gatnecessidades.blogspot.com/

Amigos do Botânico

http://amigosdobotanico.blogspot.com/

Mercearia Lisbonense

http://mercearialisbonense.blogspot.com/

Renovar a Mouraria

http://www.renovaramouraria.pt/
Telheiras em transição

http://ecotelheiras.wordpress.com/

Associação de Residentes de Telheiras

http://artelheiras.wordpress.com/

 

[Loulé]

Movimento Apartidário da Cidade de Loulé

http://macloule.blogspot.com/

 

[Mangualde]

Filhos da Terra

http://mangualde.blogspot.com/

 

[Mira]

Mira Pólis

http://www.mirapolis.blogspot.com/

 

[Montemor-o-Novo]

Rede de Cidadania de Montemor-o-Novo

http://redemontemor.blogspot.com/

 

[Oeiras]

Linda a Velha em transição

http://transicaolav.blogspot.com/

 

[Olhão]

Olhão Livre

http://olhaolivre.blogspot.com/

Somos Olhão

http://somosolhao.blogs.sapo.pt/

 

[Oliveira do Bairro - Palhaça]

Palhaça Cívica

http://palhacacivica.blogspot.com/

 

[Paredes]

Paredes em transição

http://paredes-em-transicao.blogspot.com/

 

[Paredes de Coura]

Paredes de Coura - Território com alma

http://paredesdecoura.blogs.sapo.pt/

 

[Portalegre]

Portalegre em transição

http://portalegreemtransicao.org/

 

[Porto]

Associação de Cidadãos do Porto

http://www.acdporto.org/

http://www.facebook.com/pages/ACdP-Associacao-de-Cidadaos-do-Porto/151540304456

Baixa do Porto

http://www.porto.taf.net/dp/

Quinta Cidade

http://quintacidade.com/

http://www.facebook.com/QuintaCidade

Norteamos

http://norteamos.blogspot.com/

O Porto em conversa

http://www.oportoemconversa.com/

http://www.facebook.com/pages/O-Porto-em-Conversa/386422254202

Renovar o Porto

http://renovaroporto.blogspot.com/

A Cidade Deprimente

http://outra-face.blogspot.com/

SSRU

http://ssru.wordpress.com/

Não lugares

http://naolugaresnoporto.blogspot.com/

http://www.facebook.com/naolugaresnoporto

Cidade surpreendente

http://cidadesurpreendente.blogspot.com/

As casas do Porto

http://ascasasdoporto.blogspot.com/

Memória futura

http://www.memoriafutura.org/

Defesa dos Jardins do Palácio

http://defesadopalacio.pegada.net/

Um pé no Porto (e outro no pedal)

http://1penoporto.wordpress.com/

Oporto 3D

http://oporto3d.blogspot.com/

Avenida dos Aliados

http://avenida-dos-aliados-porto.blogspot.com/

Amar o Porto

http://amaroporto2.blogs.sapo.pt/

Manifesto Bolhão

http://manifestobolhao.blogspot.com/

No Bairro do Aleixo

http://nobairrodoaleixo.blogspot.com/

Paranhos

http://paranhos.blogs.sapo.pt/

A vida em fotos

http://portojofotos.blogspot.com/

Porto Street Shooting

http://portostreetshooting.blogspot.com/

 

[Sabugal - Casteleiro]

Viver Casteleiro

http://vivercasteleiro.blogspot.com/

 

[Santo Tirso]

Santo Tirso sem vida

http://www.santotirsosemvida.net/

 

[Sintra]

Sintra em trasição

http://sintraemtransicao.blogspot.com/

 

[Tábua]

Transição Tábua

http://transicaotabua.blogspot.com/

 

[Torres Vedras]

TVedrasZine.net

http://www.tvedraszine.net

 

[Trancoso]

Novos Povoadores

http://www.novospovoadores.pt/

http://www.facebook.com/pages/Novos-Povoadores/348611626957

 

[Viseu]

Barões da Sé

http://baroesdaseviseu.blogspot.com/

http://www.facebook.com/profile.php?id=1714406648

Viseu, Senhora da Beira

http://gamvis.blogspot.com/

 


[nota final]

Envie o seu comentário ou sugestão de blogue/site para cidadespelaretoma@gmail.com


publicado por JCM às 22:55 | comentar | ver comentários (1) | favorito
01
Fev 11

'Cidades pela Retoma' no 'A semana passada' (TSF, próximo sábado)

No próximo sábado o 'Cidades pela Retoma' vai estar na TSF no 'A semana passada' de Fernando Alves e Ricardo Oliveira Duarte (entre as 11h00 e as 12h00). Para além do projecto irá falar-se de blogues de cidades e de intervenção cívica com a participação de Carlos Romão (http://cidadesurpreendente.blogspot.com/) e de Miguel Barbot (http://1penoporto.wordpress.com/ e http://www.acdporto.org/).

 

'A semana passada' TSF

http://www.tsf.pt/programas/programa.aspx?content_id=918294

publicado por JCM às 14:00 | comentar | favorito
14
Jan 11

Rua das Ideias

 

O projecto colaborativo 'Cidades pela Retoma' tem vindo a procurar dinamizar a reflexão sobre o futuro das cidades e sobre como estas e as suas comunidades podem contribuir para a retoma económica [lista das actividades organizadas*].
Uma das últimas iniciativas deste movimento informal de cidadãos (aberto à participação de todos os interessados ) é o projecto 'RUA DAS IDEIAS' que pretende funcionar como um exercício colaborativo de identificação e geração de ideias ou projectos 'de baixo custo e alto valor acrescentado' que visem contribuir para a animação económica e social das nossas cidades.
A iniciativa está ainda no seu início mas foram já recolhidos cerca de uma dúzia de projectos que começam aos poucos a dar vida à nossa 'Rua das Ideias'.
Pretendemos envolver neste exercício os cidadãos, as instituições da administração local, regional e central e as organizações e associações culturais, sociais e económicas.
Neste sentido, vimos por este meio solicitar o vosso apoio na divulgação da iniciativa e convidar-vos a participar neste exercício colaborativo (ficha em anexo).
Participem!


publicado por JCM às 13:00 | comentar | favorito
11
Jan 11

Projecto ‘Rua das Ideias’ (ideia / inspiração)

Projecto ‘Rua das Ideias’ (ideia / inspiração)

Movimento 'Cidades pela Retoma'

(http://www.facebook.com/CidadespelaRetoma e http://noeconomicrecoverywithoutcities.blogs.sapo.pt)

 

Como podem as cidades e as suas comunidades contribuir para a retoma económica?

A iniciativa 'RUA DAS IDEIAS' é uma 'provocação' do projecto cívico 'Cidades pela Retoma' para a gerar e/ou divulgar ideias ou projectos ('de baixo custo e alto valor acrescentado') que visem contribuir para a animação económica e social das cidades.

Envie-nos o seu contributo para noeconomicrecovery@gmail.com. Todas as ideias serão publicadas no blogue (http://noeconomicrecoverywithoutcities.blogs.sapo.pt/ ) e página Facebook (http://www.facebook.com/CidadespelaRetoma).

 

 

 

[envie-nos a sua sugestão, noeconomicrecovery@gmail.com]

 

Rua das Ideias n.º 12 - InWork

http://noeconomicrecoverywithoutcities.blogs.sapo.pt/28081.html

InWork - 'Novo conceito de Trabalho chega ao coração do Porto. A partir deste domingo, dia 09, os freelancers portuenses deixarão de trabalhar sozinhos. Tudo isto graças ao InWork, um lugar de partilha de diversos postos de trabalho'. (http://inwork.org/)

 

Rua das Ideias n.º 11 – Repensar a concepção das ruas das nossas cidades

http://noeconomicrecoverywithoutcities.blogs.sapo.pt/21757.html

'DIY Streets is a Sustrans project that brings communities together to help them redesign their streets, putting people at their heart and making them safer and more attractive places to live. It's an affordable, community-led alternative to the home zones design concept'. 
http://www.sustrans.org.uk/what-we-do/liveable-neighbourhoods/diy-streets
(Download the guide here - http://www.sustrans.org.uk/assets/files/liveable%20neighbourhoods/A%20simple%20guide.pdf)

 

Rua das Ideias n.º 10 - qualificar espaços públicos com trabalhos artísticos

http://noeconomicrecoverywithoutcities.blogs.sapo.pt/18987.html

'O executivo da Câmara de Aveiro aprovou a abertura de concurso de ideias para preencher espaços públicos com trabalhos artísticos'
http://www.noticiasdeaveiro.pt/pt/20671/ceramistas-vao-ser-chamados-a-preencher-mais-espacos-publicos-da-cidade-de-avei/
(foto http://www.flickr.com/photos/cjulio/3507521043 )
Reflectindo sobre o espaço público a iniciativa irá permitir o envolvimento dos artistas locais e da indústria cerâmica que se dispõe a fornecer material para as obras seleccionadas.

 

Rua das Ideias n.º 9 – Estaleiros artísticos

http://noeconomicrecoverywithoutcities.blogs.sapo.pt/18720.html

Estaleiro para incentivar a criação na música e no cinema' [Vila do Conde]
http://jornal.publico.pt/noticia/02-12-2010/vila-do-conde-vai-ter-um-estaleiro-para--incentivar-criacao-na-musica-e-no-cinema-20742247.htm

 

Rua das Ideias n.º 8 – Public art

http://noeconomicrecoverywithoutcities.blogs.sapo.pt/18628.html

'The City of El Paso Public Art Program and the Museums and Cultural Affairs Department invite local artists to apply for an artist apprentice opportunity to work alongside renowned public artist Vicki Scuri in her commission to develop a menu of public art opportunities for Interstate 10'
http://www.elpasotexas.gov/mcad/publicart.asp
http://www.elpasotexas.gov/mcad/_documents/CallToArtists-RFQI10Apprentice.pdf

 

Rua das Ideias n.º 7 - Action for Age

http://noeconomicrecoverywithoutcities.blogs.sapo.pt/17953.html

'Action for Age é uma iniciativa da Royal Society for the encouragement of Arts, Manufactures and Commerce (RSA) em parceria com a experimentadesign, com o apoio da Fundação Calouste Gulbenkian desde 2009 e Santa Casa da Misericórdia de Lisboa desde 2010. Este laboratório criativo explora o papel do design face aos complexos desafios e possibilidades que nos coloca o fenómeno do envelhecimento generalizado da população'. 
http://www.experimentadesign.pt/actionforage/

 

Rua das Ideias n.º 6 - Low cost housing

http://noeconomicrecoverywithoutcities.blogs.sapo.pt/17695.html

Low cost housing, Porto (Plano B)
'O conceito de habitação Low Cost consiste no princípio de optimização de recursos , o que inclui o princípio básico da adequação da oferta à procura. Procuramos uma oferta que consiga aliar uma qualidade espacial, tipológica, de organização do espaço interior, uma criteriosa escolha de materiais e uma localização central, que facilite as deslocações e desencoraje o uso do transporte individual'.
http://lowcosthouses.wordpress.com/

 

 

Rua das Ideias n.º 5 – Projecto WochenKlausur

http://noeconomicrecoverywithoutcities.blogs.sapo.pt/16090.html

'Reabilitar edifícios devolutos com recurso à comunidade universitária, cabendo-lhes a responsabilidade de realização das obras de reabilitação com acompanhamento pelos serviços técnicos municipais. Os jovens universitários ficariam, depois, a residir nos edifícios recuperados durante alguns anos, devolvendo-os aos proprietários em bom estado de conservação' 
[WochenKlausur] http://www.wochenklausur.at/methode.php?lang=en e http://jornal.publico.pt/noticia/19-11-2010/imovel-no-centro-do-porto-cedido-ao-wochenklausur-20651097.htm

 

Rua das Ideias n.º 4 – Centros municipais de criatividade

http://noeconomicrecoverywithoutcities.blogs.sapo.pt/15635.html

'As autarquias deveriam apostar na criação de centros de criatividade, através da disponibilização gratuita de espaços de encontro, cooperação e produção, algo semelhante a pequenas fábricas do fazer criativo, ou centros para instalação de pequenas empresas, ateliers e projectos dedicados à criatividade e inovação, como é o caso da Lx Factory (http://www.lxfactory.com/ ) em Lisboa [ou Seres (http://www.seres-cr.com/ ) nas Caldas da Raínha, sugestão CpR]' (Leonel Moura, Jornal de Negócios, 17 Set 2010)

 

Rua das Ideias n.º 3 – Manifesto pelo espaço público

http://noeconomicrecoverywithoutcities.blogs.sapo.pt/15486.html

'Manifesto pela qualificação e animação do espaço público' (manifesto construído pelos cidadãos de Aveiro, Amigosd'Avenida)

http://manifestopelacidade.blogs.sapo.pt/

 

Rua das Ideias n.º 2 – Cin Re-Make

http://noeconomicrecoverywithoutcities.blogs.sapo.pt/15212.html

'CIN RE-MAKE'10 CELEBRA A COR COM JOSÉ LUÍS PEIXOTO'
http://www.cin.pt/portal/portal/user/anon/page/imprensadetalhe.psml?contentid=5B83808080CO&categoryOID=9A818080808980GC&nl=pt

 

Rua das Ideias n.º 1  - Storefront residence

http://noeconomicrecoverywithoutcities.blogs.sapo.pt/15079.html

Mobilizar os proprietários de lojas devolutas e desocupadas das cidades para cederem o espaço de forma gratuita e por um período limitado (30 dias) a artistas (designers, escritores, pintores, escultores, músicos,...) para que estes aí desenvolvam sua actividade em regime de residência artística temporária.

'Storefront Residencies for Social Innovation' http://www.brokencitylab.org/blog/storefront-residencies-for-social-innovation-launch-june-11-2010/

publicado por amigosdavenida às 13:30 | comentar | favorito
18
Dez 10

As Cidades na Iniciativa para a Competitividade e Emprego

 

No âmbito da Iniciativa para a Competitividade e Emprego o Governo decidiu desenvolver uma apostar na reabilitação urbana e na dinamização do mercado de arrendamento, através das seguintes iniciativas:
a) Dinamizar a criação de áreas de reabilitação urbana, especialmente em zonas de intervenção prioritária, e apoiar o lançamento dessas operações, em colaboração com a Associação Nacional dos Municípios Portugueses;
b) Articular a reabilitação urbana e a política de cidades, estendendo-se às zonas de regeneração urbana apoiadas pelos fundos do QREN os instrumentos e os benefícios aplicáveis às áreas de reabilitação urbana;
c) Apresentar, até ao final do 1.º trimestre de 2011, uma proposta de lei que simplifique e torne rápidos e eficazes os procedimentos necessários para o senhorio poder obter a entrega do seu imóvel livre e desocupado perante o incumprimento do contrato de arrendamento, garantindo os direitos dos senhorios e salvaguardando de forma adequada os direitos dos arrendatários;
d) Apresentar, até ao final do 1.º trimestre de 2011, uma iniciativa legislativa que i) simplifique os procedimentos de controlo prévio necessários à realização das operações de reabilitação urbana, ii) elimine os obstáculos e os condicionamentos que oneram excessivamente a realização dessas operações e iii) simplifique os mecanismos de determinação do nível de conservação dos edifícios e de classificação de imóveis devolutos;
e) Criar linhas de financiamento à reabilitação urbana, nomeadamente através da constituição i) de um fundo de investimento para reabilitação de imóveis devolutos destinados a arrendamento, ii) de um fundo de participações em operações integradas de reabilitação urbana e iii) de uma linha de crédito destinada a projectos de reabilitação específicos.

Que comentários esta proposta vos sugere? E que sugestões? Contributos podem ser enviados para noeconomicrecovery@gmail.com

 

 

publicado por amigosdavenida às 00:00 | comentar | favorito
13
Dez 10

Retoma ou transição?

Num artigo do sempre divertido e amargo James Howard Kunstler, que o José Mota (JM) descreve de forma certeira como uma mistura de Medina Carreira e João Jardim com sotaque americano, a ideia de "retoma" é trucidada e lançada à parede com a perícia de quem sabe escrever e se especializou na descrição da doce catástrofe:
The hardships of today do not represent a dip in some regular cycle of financial push-me-pull-you. This is a systemic, structural change in the socio-economic ecology of human life.
...
This idea of "recovery" promulgated by authority figures who ought to know better is the cruelest swindle of them all, and perhaps the ...final one. If you want something like gainful employment in the years ahead, don't rely on the corporations, the government, or anyone with a work station equipped cubicle.
(Hat tip ao Alberto Castro Nunes)
Devo dizer que o JHK sempre me divertiu, mas raramente me convenceu sobre o futuro. Há uns tempos almocei com ele em Lisboa e ao lembrar-lhe que também se tinha enganado nas suas previsões (circa 1999) da inevitável catástrofe que causaria o bug do milénio, ele perdeu o humor e ficou uns largos minutos a justificar-se visivelmente irritado. Para além deste pequeno incidente, é como todos os pessimistas: uma personagem simpática e muito divertida. Leio-o irregularmente como encenador competente e mordaz do futuro - que involuntariamente dizem mais sobre dele e Saratoga Springs do que sobre o mundo. Nunca deixo de admirar a confiança que ele tem nas suas palavras e previsões. Tal como o Zandinga (e não estou a comparar a qualidade) ele também expõe o peito com coragem ao futuro. Pessoalmente habituei-me a considerar as suas previsões como visões - talvez elas sejam mais úteis se não as levarmos totalmente a sério, mas narrativas que nos ajudam a pensar o presente. Sendo assim, a justificação dele de ter falhado a previsão da desgraça na passagem do milénio pode fazer sentido - não aconteceu precisamente porque fizemos o esforço de imaginar e corrigir o futuro. Sobre as previsões de futuro prefiro ficar-me sempre pela máxima futebolistica: "prognósticos, só no fim do jogo".

Isto a propósito da minha dificuldade com a palavra "retoma". Não tendo respostas, fico um pouco perturbado com a nossa vontade de voltar atrás. Será possível, ou mesmo desejável? Que alternativas existem? Será falta de imaginação? Todos os esforços são por isso válidos. Inventar um novo sistema e paradigma não é nada fácil e exigirá cortes radicais com o passado, revoluções como nos explicou o Kuhn noutros contextos.

Neste conjunto de esforços de sairmos do buraco, diz-me o JM, começou ontem uma conferência em Chicago: "Global Metro Summit: delivering the next economy". Sobre cidades e as possibilidades de "retoma". Na breve introdução à conferência, logo a seguir ao enquadramento inevitável da crise, surge o seguinte parágrafo:
"What would this reset look like? Top economists, such as National Economic Council Chairman Larry Summers, think the shape of the next American economy must be more export-oriented, low carbon, innovation-fueled and opportunity rich."

Alto lá! Por coincidência acabei de sair do filme "Inside Job" (que recomendo, em exibição em Lisboa, Porto e Faro - A Verdade da Crise), onde o Larry Summers é convincentemente caracterizado como um dos protagonistas, se não mesmo o protagonista, do buraco em que nos encontramos. Talvez esta reciclagem de gurus e paradigmas seja o que mais me perturba nesta ideia de "retoma".

Poderei estar a ser injusto com a conferência em Chicago - mas por aqueles lados ninguém cita Larry Summers sem saber o que está a fazer.

Mais refrescante, porque invoca um outro mundo, são os conselhos do Kunstler no fim do seu artigo:

Start reading up on gardening and harness repair. Learn how to fix a pair of shoes. Volunteer for EMT duty if you're already out of a paycheck, and learn how to comfort people in medical distress. Jobs of the future will be hands-on and direct. I have no idea what medium of exchange you'll get paid with, but a chicken is a good start. 

Retoma ou transição?
O importante é começarmos a conversar mais e melhor. Por isso mesmo parabéns pela iniciativa - Cidades pela Retoma.
Mário Alves (email)

publicado por JCM às 13:50 | comentar | ver comentários (3) | favorito
04
Dez 10

Primeiras Conclusões da Conferência Cidades pela Retoma | Faro | 3 de Dezembro

Realizou-se ontem à noite em Faro a segunda conferência do Movimento ‘Cidades pela Retoma’ organizada pela Associação Faro 1540 (http://www.faro1540.org/).

Apesar da noite fria a sala da Sociedade Recreativa Artística Farense encheu-se para ouvir os três conferencistas convidados pela organização: Eng.º Macário Correia, Presidente da Câmara de Faro, Professor Ilídio Mestre, Director do Instituto Superior de Engenharia da U Algarve e Professor António Rosa Mendes, professor universitário e Comissário da Faro Capital da Cultura 2005.

Como principais conclusões regista-se o seguinte (notas enviadas por Bruno de Azevedo Lage):

  • Faro nos últimos 25 anos foi sujeita a uma série de atentados urbanísticos, onde reinava o caos e não existia uma política de ordenamento estruturada e pensada;
  • A vida no centro urbano de Faro desaparece a partir das 18h00 (e em algumas zonas já é uma cidade fantasma a toda a hora do dia e da noite com uma imensidão de edifícios devolutos e altamente degradados);
  • Reabilitar o casco urbano é fundamental para trazer mais vida ao centro da cidade e consequentemente reavivar a economia local - com residências para estudantes universitários, apoios para o arrendamento jovem, residenciais ‘low-cost’/pousadas da juventude, ateliers para artistas, espaços culturais; Gente atrai mais gente!
  • Contudo, não se pode pensar em reabilitar só o casco velho da cidade, urge reabilitar e reestruturar a periferia da cidade que está de igual modo morta e esquecida. Esta medida visa essencialmente criar novas centralidades;
  • Urge preservar e promover a zona histórica da cidade como forma de atrair o turismo cultural e consequentemente com mais poder de compra (Ironicamente Faro apesar de ser a capital da região mais turística do país, não tem turismo);
  • É necessário aumentar a oferta hoteleira na cidade, mas para isso criar pólos atractivos para os turistas terem interesse em vir à cidade;
  • Apostar na produção e promoção do produto regional (medronho, o vinho algarvio, a laranja, a alfarroba, gastronomia);
  • A Universidade é um pólo económico muito importante para a cidade, mas para além do dinheiro que os estudantes geram, esta (cidade) não aproveita a massa crítica e o conhecimento que a universidade oferece (à excepção da Faro1540 que constantemente vai buscar essa massa critica à UAlg para os seus eventos). Sugeriu-se parcerias entre a UAlg e a autarquia e outras instituições para se desenvolverem projectos na área da arquitectura, urbanismo, ambiente, turismo e no mar

A organização pretende realizar uma segunda conferência ‘Cidades pela Retoma’ sobre o tema das acessibilidades e transportes pois esse é um dos grandes problemas de Faro e da região do Algarve.

Mais informações: http://www.faro1540.org/

>

>

>

>

publicado por amigosdavenida às 18:43 | comentar | favorito
29
Out 10

Próximo evento agendado

A associação FARO 1540 (http://www.faro1540.org/) já aderiu ao movimento 'Cidades pela Retoma' e vai organizar a sua 1ª conferência no próximo dia 3 de Dezembro (6ª feira), às 21h30, em Faro!

publicado por JCM às 14:00 | comentar | favorito
25
Out 10

conclusões do encontro no Porto (Cidades pela Retoma)

(fotografia do 2.º dia)

Se não quiser ler tudo, use o seguinte índice:

 

Ponto 1-4 - enquadramento

Ponto 5-9 - apresentação do movimento

Ponto 10-16 - síntese da discussão no Porto (para já sobre 20 Outubro, em breve com notas sobre 2.º dia)

Ponto 17 - nota sobre os próximos passos

Ponto 18 - listagem das ferramentas de comunicação do movimento

 

[se quiser enviar comentário use o email cidadespelaretoma@gmail.com ]

 

Síntese

[ponto 1 – 4] diagnóstico da situação actual – Retoma e sobre as cidades

  • Face à crise financeira e económica que o país atravessa, têm-se vindo a produzir recomendações para 'equilibrar o controle da despesa pública com políticas que estimulem o desenvolvimento económico' (Augusto Mateus, SIC, 15 Out. 2010)  reconhecendo que ‘são necessárias medidas que ataquem o principal problema da economia: o crescimento’ (Vítor Bento, Público 18/10/2010).
  • A nível europeu, o comissário da política regional, Johannes Hahn, referiu recentemente (4 Out. 2010, http://www.theparliament.com) que ‘regions and cities have key role in EU 2020 to encourage a new economy which is smarter, greener and more inclusive‘.
  • Em Portugal, existe um esforço de política pública de cidades - Pólis XXI (http://www.dgotdu.pt/pc/), cujo efeito e potencial deve ser valorizado e avaliado.
  • Finalmente, a nível internacional importa chamar a atenção para o crescente reconhecimento do papel das cidades, quer a nível da melhoria da qualidade de vida das populações - World Urban Campaign das Nações Unidas (http://www.unhabitat.org/), quer na promoção do desenvolvimento económico - ‘No Economic Recovery without Cities’ do instituto americano Drum Major Institute for Public Policy (http://www.drummajorinstitute.org/).

 

[ponto 5-9] movimento Cidades pela Retoma

  • Tendo a consciência que não há receitas milagrosas, nem soluções mágicas para a crise, foi entendimento partilhado que a ‘crise pode ser uma oportunidade para pensar o futuro de forma colectiva e mais qualificada’ e que as cidades podem ter um papel relevante nessa discussão.
  • O movimento ‘Cidades pela Retoma’ tem, assim, dois objectivos: ‘Reflectir e problematizar sobre o 'papel das cidades na retoma económica' e ‘Estimular a construção de uma agenda local para a retoma‘.
  • A agenda local para a retoma deve procurar identificar dois tipos de questões: i) nova agenda de políticas públicas de desenvolvimento local (órgãos de decisão local); ii) um conjunto de pequenas iniciativas de 'baixo-custo' e 'alto valor acrescentado' de execução e efeito rápido e visível para animar a vida económica e social das nossas cidades (cidadãos, empresas, instituições);
  • Num primeiro momento foram identificados nove domínios prioritários (‘sujeitos a discussão’) que essa agenda deve reflectir: 1) Arte & Cultura; 2) Economia & Criatividade; 3) Espaço público; 4) Mobilidade; 5) Energia; 6) Ambiente e Espaços Verdes; 7) Tecnologias; 8) Solidariedade; 9) Organização do espaço;
  • Queremos que este movimento mobilize os cidadãos que, um pouco por todo o país, desejam fazer algo pelas suas comunidades e pretendemos que integre pessoas com diferentes sensibilidades e percursos profissionais (dos cidadãos 'comuns' aos especialistas da temática das cidades, passando por empresários, personalidades das artes, cultura e dos media e individualidades que desempenhem cargos de responsabilidade política). O movimento local pode também ser institucionalizado, isto é, podem ser organizações do poder local a promover a iniciativa.

 

[ponto 10-16] sugestões das apresentações/debate

  • O debate realizado na semana passada no Porto (movimento 'Cidades pela Retoma') mostrou que agenda política nacional e local tem de se centrar rapidamente na discussão sobre os instrumentos e meios adequados para a promoção do desenvolvimento económico e ainda acentuar a necessidade de pensar como o podemos fazer de forma colectiva.
  • Discutiram-se algumas áreas de aposta económica das cidades e foi recomendada reflexão e debate ('a crise deve ser aproveitada como oportunidade para reflectir', ainda que se tenha de ter em conta ‘a cultura conservadora e pouco avessa à mudança’). Foi sugerido e entendido como pertinente que as autarquias promovessem fóruns de debate sobre política de desenvolvimento económico local.
  • Apresentaram-se alguns exemplos de aposta económica das cidades (a nível nacional e internacional), por exemplo nos sectores da economia solidária ('envelhecimento produtivo'), da economia criativa ('cultura&criatividade'), da economia verde ('low carbon economy'). Foi reconhecida a necessidade de dispor de conhecimento sobre estas (e outras) matérias para apoiar a definição de (novas) políticas públicas, para evitar o tradicional ‘achismo’ (o conhecido ‘acho que’).
  • José Rio Fernandes referiu a importância de repensarmos a forma como temos vindo a construir as nossas cidades (‘será que gostamos da cidade onde vivemos?’) e dos valores e qualidades que devem ser promovidos e valorizados (urbanidade v urbanização; colmatação v fragmentação), valorizando-se ainda a cultura e a inovação, a reutilização dos edifícios a par da mistura social e a ‘cidade lenta’ a par da relação instantânea. Foi defendida a necessidade de um planeamento de tipo colaborativo que procure de facto integrar e articular temas e escalas, com transparência e envolvimento de agentes institucionais (“stakeholders”) e habitantes. A este propósito, foi louvada a políticas de cidades (Polis XXI), mas considerado um erro a ausência de informação sobre a sua implementação, em especial das Parcerias para a Regeneração Urbana.
  • Vítor Silva discutiu o potencial das ferramentas/tecnologias para a promoção da cidadania (entre transportar para ‘um futuro desconhecido’ ou para ‘um passado mais eficiente’). Uma delas é a chamada ferramenta pré-web e que consiste na deslocação pessoal aos locais públicos de decisão política (assembleias municipais e sessões de câmara) e no desenvolvimento de iniciativas de lobby pelo interesse colectivo. Para além disso, existem outras ferramentas tecnológicas que podem ajudar a disponibilizar e organizar informação para o cidadão (quer seja de iniciativa pública ou pessoal – a este propósito merece destaque - http://www.oportoemconversa.com/). Foram referenciados alguns exemplos de medidas de apoio à retoma (iniciativa de micro-crédito - http://www.kiva.org/; Dashboard para a Solidariedade Social - painel de indicadores das diferentes instituições de solidariedade social existentes numa cidade);
  • Centrando a discussão sobre a cidade/região do Porto, Rodrigo Cardoso apresentou as particularidades do modelo territorial (diferentes centralidades não concorrentes, mas complementares; cidade vs modelo de urbanização difuso; factores económicos relevantes não estão localizados no Porto) e sugeriu a necessidade de equacionar um novo modelo de organização político-administrativa que valorize as cidades (‘o modelo actual é centralista’; ‘governos metropolitanos são frágeis’). Rodrigo Cardoso sugeriu que ‘sendo inegável a urgência de formas locais de governação, e não estando ainda a regionalização montada em Portugal, que ela se possa fazer associando a visão regionalista à lógica territorial introduzida pelo espaço urbano, no seu sentido mais lato, e não a uma reprodução a pequena escala de uma estrutura de poder desajustada do território e da sociedade actuais. Foram apresentados alguns exemplos de dinâmicas de cidade/região (MetroBasel – Think tank da Região Metropolitana de Basel (http://www.metrobasel.ch/); Região Mastrich (http://www.mtricht.com/); BrainPort – Eindoven (http://www.eindhoven.eu/));
  • No período de debate colocaram-se algumas questões que justificam futuro debate: ‘modelo do Estado e a necessidade de requacionar o seu papel’; ‘ingredientes que uma cidade deve ter para o sucesso’; ‘novas formas de planeamento do território’ e a ‘necessidade de uma nova cultura institucional mais favorável à mudança’;

 

[ponto 17] próximos passos

  • Próximos passos a nível local (para o Porto mas também para outros locais)
    • Mobilizar um grupo de trabalho – ‘Cidades pela Retoma | Porto’
    • Convidar especialistas a formular opinião sobre assunto;
    • Sugerir que o tema das políticas de desenvolvimento económico das cidades seja debatido nas assembleias municipais dos vários municípios do G. Porto, para que sejam conhecidas e debatidas as opções
    • Criar opinião crítica sobre opções e, eventualmente, convidar especialistas a sugerir alternativas (ou recomendar estudos comparados com outros locais);
    • Estimular a mobilização dos cidadãos para o conceito das 'ideias simples para a retoma' (melhorias do quotidiano);
  • Próximos passos a nível nacional
    • Projecto ‘Saberes para a Retoma’ – repositório digital de saberes para a Retoma – centro de conhecimento sobre domínios de política pública ligados às cidades (investigação; análise de estudos de caso nacionais e internacionais);
    • Projecto ‘Ideias para a Retoma’ - local de partilha de ideias de cidadãos para iniciativas/políticas locais de desenvolvimento económico (geral com ligação às cidades)

 

[ponto 18] ferramentas

 

publicado por JCM às 09:00 | comentar | favorito
21
Out 10

Apresentação Moivmento 'Cidades pela Retoma' no Porto

publicado por JCM às 02:05 | comentar | favorito
18
Out 10

Badge | Cartão de Visita

Cidades pela Retoma

Divulga também a tua página

 

 

 

Copie o código abaixo e coloque-o no seu site. Apoie este movimento!

 

<!-- Facebook Badge START --><a href="http://www.facebook.com/CidadespelaRetoma" target="_TOP" style="font-family: &quot;lucida grande&quot;,tahoma,verdana,arial,sans-serif; font-size: 11px; font-variant: normal; font-style: normal; font-weight: normal; color: #3B5998; text-decoration: none;" title="Cidades pela Retoma">Cidades pela Retoma</a><br/><a href="http://www.facebook.com/CidadespelaRetoma" target="_TOP" title="Cidades pela Retoma"><img src="http://badge.facebook.com/badge/155585407806622.1703.758316290.png" width="120" height="93" style="border: 0px;" /></a><br/><a href="http://www.facebook.com/business/dashboard/" target="_TOP" style="font-family: &quot;lucida grande&quot;,tahoma,verdana,arial,sans-serif; font-size: 11px; font-variant: normal; font-style: normal; font-weight: normal; color: #3B5998; text-decoration: none;" title="Cria o teu próprio cartão de visita!">Divulga também a tua página</a><!-- Facebook Badge END -->

publicado por JCM às 18:46 | comentar | favorito
14
Out 10

ask what you can do for your country

‎'And so, my fellow Americans: ask not what your country can do for you - ask what you can do for your country'. JFK


publicado por JCM às 09:00 | comentar | favorito